ANTIGOS SÍMBOLOS MÍSTICOS

ANTIGOS SÍMBOLOS MÍSTICOS

NASHAR

Existe um elevado simbolismo na Cruz em forma de T, o TAU, e na cruz com laço ou Cruz Ansata, ambas são de origem egípcia e foram usadas não apenas como adornos ou signos de reconhecimento, mas como símbolos de sagradas realidades espirituais.

Este artigo vai focalizar este aspecto esotérico ou místico destes símbolos, e que é concordante com a Filosofia Hermética e Rosacruz.

Quando Alessandro Cagliostro criou a Maçonaria Egípcia do Rito do Silêncio Perfeito, enfatizou que ” toda a Luz vem do Oriente; toda a Iniciação do Egito.”

O Egito tão difamado por tradições judaico-cristãs que lhe imputavam a má fama de ter sido o berço da magia negra, foi exaltado por este Grande Iniciado como a origem e ponto de partida de toda a Tradição Autêntica.

Em 1887, A Hermetic Order of the Golden Dawn in the Outer iniciava seus trabalhos que incorporavam as tres correntes da tradição Ocidental :O Hermetismo e a Alquimia do Egito; A Cabala e a Gnose da Tradição Judaico-Cristã e Os Mistérios de Eleusis da Grécia. Nesta Ordem a Cruz Ansata é usada profusamente em seus Rituais e ensinamentos como uma forma primitiva da Rosa+Cruz.

Outras Ordens que fazem uso do Tau e da Cruz Ansata são a AMORC, e os Ritos Egípcios de Menphis-Misraim.

A CRUZ EM FORMA DE T ou TAU

A cruz em forma de T no Egito representava o candidato aos Mistérios, o INICIANDO diante das provas a que deveria se submeter todo aquele que almejasse o autoconhecimento.

Os Gnósticos chamavam este Iniciando de CHRESTOS, que significava para eles ” O Homem das Dores”(Vide neste ponto “Isis sem Véu” de H.P.Blavatsky).

É interessante notarmos que a Ordem Franciscana da Igreja Católica utiliza o TAU até hoje, e os Franciscanos se auto - denominam Frades Menores, ou Irmãos Menores.

A CRUZ ANSATA

A cruz ansata como pode-se fácilmente perceber é o Tau, acrescido de um laço oval que tem a forma aproximada da VESICA PISCIS. Segundo HPB no seu Glossário Teosófico, pg 124 da Edição Brasileira, no verbete Cruz Ansata -este era o símbolo de Isis e que estava associado a polaridade feminina da Divindade.

Se o TAU - T - era o símbolo do INICIANDO, a Cruz Ansata era o símbolo do INICIADO ou CHRISTUS e o Disco Ovalóide era o símbolo do Nimbo ou Auréola de Luz que era outorgada por Isis a todo aquele que era vitorioso nas provas.

Na Igreja Católica o Chrestos é denominado Cristo Doloroso e o Iniciado Cristo Glorioso.

Isis é o símbolo do Planêta Vênus sendo que a Cruz Ansata é o próprio símbolo hermetico para o Planeta Vênus, e para o Feminino.

Relacionado a estes símbolos existem também indicações astrológicas.

O Signo de Escorpião estava associado à humilhação do Chrestos-Cruz T, enquanto que o Signo de Leão estava associado à Vitória do Christus.(Vide neste ponto ” A Doutrina Secreta de H.P.Blavatsky, Vol.V-Seção XVIII, pg 155 da Edição Brasileira da Editora Pensamento- São Paulo/Brasil).

O signo de Leão esta associado aos chamados Dias Caniculares, quando a estrela Sírius aparece nitidamente no céu no hemisfério norte.

Para encerrar vamos repetir algumas palavras de um antigo Manuscrito transmitido pelo Mestre Amatu

“Mas o escorpião há de se elevar da Terra e do Oceano, pelo espaço, consigo levando sua estrelejada coroa, A REDENÇÃO DA HUMANIDADE”.

Símbolo do Collegium Pansophicum, criado por Heinrich Tränker na Alemanha em 1923, e de Tradição Rosa+Cruz Autêntica.